Corregedor Hilo Sousa inova na CGJ e visita mais de 90% das Comarcas

Corregedoria Itinerante encerra o ano visitando mais de 90% das comarcas. Feito inédito do Corregedor Geral de Justiça do Piauí, Hilo de Almeida Sousa.

O Corregedor Geral da Justiça do Piauí, Des. Hilo de Almeida Sousa, visitou essa semana, por meio do projeto Corregedoria Itinerante, o Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Lei Maria da Penha), a 1ª e 2ª Varas da Infância e Juventude e os Juizados Especiais Cíveis e Criminais (JECC) da UFPI e do Horto, todos da Capital. Com isso, a Corregedoria Itinerante encerra 2019 visitando mais de 90% das comarcas piauienses.

Foto: TELSÍRIO ALENCAR/PAUTAJUDICIALCorregedor Geral de Justiça do Piauí, desembargador Hilo de Almeida Sousa.
Corregedor Geral de Justiça do Piauí, desembargador Hilo de Almeida Sousa.

“Logo no início de nossa gestão decidimos visitar, conhecer e conversar com magistrados e servidores das comarcas de todo Piauí. Isso foi essencial para orientar nossas ações, entender o funcionamento, as necessidades e dificuldades de cada lugar. Faltam poucas comarcas para serem visitadas e vamos fazer isso logo no começo de 2020”, destaca o desembargador Hilo de Almeida Sousa, acrescentando que esse ano, 47 comarcas foram visitadas, fora as unidades judiciárias de Teresina.

Nessa semana, as últimas visitas foram acompanhadas pelo juiz auxiliar da Corregedoria, Dr. Manoel Dourado e dos servidores Samya Larissa Rodrigues e Henrique Luís da Silva Neto. Na ocasião o corregedor reforçou o papel pedagógico que vem sendo realizado pela Corregedoria, por meio dos diversos projetos de cogestão realizados em parceria com as unidades judiciárias de primeiro grau.

Foto: DivulgaçãoCorregedor Hilo Sousa inova na CGJ e visita mais de 90% das Comarcas
Corregedor Hilo Sousa inova na CGJ e visita mais de 90% das Comarcas

Dr. José Olindo Gil Barbosa, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Lei Maria da Penha) afirmou que é importante que a Corregedoria possa estar presente acompanhando os Juizados e Varas para que as práticas e procedimentos realizados estejam coesos em todo o Judiciário Piauiense.

Já na 1ª Vara da Infância e Juventude, a juíza Maria Luíza de Moura Mello e Freitas, compartilhou os resultados das metas de produtividade alcançadas em 2019. “Atuamos em situações bastante delicadas devido ao teor das matérias jurídicas tratadas pela nossa equipe, pois lidamos com a vulnerabilidade de crianças e adolescentes. Mas fico feliz de estarmos no caminho certo para o cumprimento das diretrizes do CNJ, tendo alcançado a maior parte das metas desse ano”, disse.

Foto: DivulgaçãoCorregedor Hilo Sousa inova na CGJ e visita mais de 90% das Comarcas.
Corregedor Hilo Sousa inova na CGJ e visita mais de 90% das Comarcas.

Dra. Elfrida Costa Belleza Silva, da 2ª Vara da Infância e Juventude, analisou os desafios que já foram ultrapassados em sua gestão, enfatizando a atuação de sua equipe e o empenho da CGJ-PI em colaborar para os resultados já alcançados. “Conseguimos algumas reformas na estrutura física, agilização das movimentações processuais e temos uma equipe empenhada, isso tudo é muito importante para uma melhor qualidade da prestação jurisdicional na unidade. O apoio da Corregedoria é fundamental para continuarmos este valoroso trabalho.”

Por fim, os juízes Gláucia Mendes de Macêdo e Kelson Carvalho Lopes da Silva, do JECC UFPI e Horto, respectivamente, compartilharam da opinião dos demais a respeito do apoio da Corregedoria e da importância dessa cogestão para uma melhor prestação judiciária, considerando ainda a jornada da Corregedoria Itinerante fundamental para a análise do que já foi realizado e o enfrentamento dos desafios propostos nas novas metas e diretrizes do CNJ

Fonte: Por Krízia Escórcio e Paula Danielle /CGJ

Compartilhe este artigo:

Facebook

Enquete

Qual sua avaliação sobre o juiz das garantias para o país?



Últimas Notícias